Publicações

Cresce o número de Empresas Simples de Crédito no país

De acordo com Sebrae em seu primeiro balanço sobre o assunto é possível identificar que em pouco mais de um mês já foram abertas 25 Empresas Simples de Crédito (ESC), sendo que quase metade desse total de empresas foi aberto em São Paulo, onde também ocorreu a primeira operação de crédito. O capital destas empresas gira em torno de R$500 mil.

As primeiras empresas somam um capital de R$ 11,8 milhões e a expectativa é de que até o final deste ano 300 ESCs já estejam em funcionamento em todo o país.

A lei que criou a ESC foi sancionada em 24 de abril deste ano e foi uma ação coordenada pela Frente Parlamentar Mista das MPEs, com o apoio do Sebrae, da qual se espera injetar cerca de R$ 20 bilhões por ano nos pequenos negócios.

Micro e pequenos empreendedores em busca de crédito estão sendo orientados juntamente com os empresários interessados em abrir uma ESC, permitindo uma maior aproximação desses públicos com a consequente fomentação de oportunidades a ambos.

Conforme dados do Banco Central, os pequenos negócios receberam em 2018, R$ 208 milhões em concessão de crédito, menos 18% do total repassado para micro e pequenos empreendedores, que hoje representam 95% do total das empresas do país. A tarifação das MPE é de quase 45% ao ano, enquanto a média praticada para todo o conjunto de corporações é de 20,9%.

Pesquisa realizada pelo Sebrae no ano passado mostrou que para 51% dos empresários do segmento, a redução dos juros seria a principal medida para melhor a tomada de crédito, o que deve ocorrer com a criação da ESC.




Compartilhar