Publicações

Inovações das Fintechs SCD e SEP

A recente Resolução nº 4.656/2018, do Conselho Monetário Nacional (CMN), trata de duas modalidades de fintechs de crédito, empresas de tecnologia que operam no mercado financeiro e que podem ser importantes instrumentos para a inclusão financeira, tema muito discutido no Banco Central do Brasil.

Por meio de tal norma do CMN, estão instituídas a Sociedade de Crédito Direto (SCD) e a Sociedade de Empréstimos entre Pessoas (SEP), as quais possuem características interessantes e podem ser agora adotadas por fintechs no Brasil.

Enquanto a SCD utiliza apenas recursos próprios na concessão de empréstimos, a SEP opera como uma plataforma de peer-to-peer lending, ou seja, aproxima investidores e tomadores dos recursos.

Como a contratação de empréstimos é feita por meio de plataforma tecnológica, as operações eletrônicas tendem a desburocratizar a concessão de crédito e a massificar as transações.




Compartilhar